Categorias
Notícias

Top 5 maiores investidores do Brasil

Celebridades: Conheça os cinco maiores nomes brasileiros que fizeram história na Bolsa de Valores do Brasil

Você aí, tem interesse em começar a investir? Que tal conhecermos alguns investidores feras do nosso país para te inspirar a começar com as negociações? Vamos detalhar um pouco sobre cada um deles e as suas diversificações.

O mundo dos investimentos é muito amplo, trazendo inúmeras oportunidades para a sua renda. É preciso estudar, conhecer e se integrar com ele, porque aí com o tempo tudo fica mais fácil e fluído, fazendo com que você negocie muitas coisas e aprenda a controlar a sua vida financeira.

Nesses tempos de pandemia, precisamos sempre procurar alternativas para se sobressair no mercado, e o investimento é uma delas. Basta você conhecer sobre aquilo que está aplicando e seguir a carteira recomendada de grandes investidores que sabem direitinho como cada coisa se comporta. Vamos conhece-los?

1- Investidor: Luiz Barsi

Barsi nasceu em 10 de março de 1939, hoje com 81 anos já tem um patrimônio aproximado de R$ 2 bilhões, mas mesmo assim, continua sendo uma pessoa humilde onde acredita que dinheiro só serve para fazer dinheiro.

Luiz Barsi: considerado o "rei da bolsa". (Foto: reprodução)
Luiz Barsi: considerado o “rei da bolsa”. (Foto: reprodução)

Barsi é um dos maiores investidores do Brasil, começando do zero, quando tinha 14 anos trabalhou com engraxe de sapatos e logo após isso foi trabalhar em uma corretora, onde obteve mudanças extraordinárias em sua vida.

Ele acredita que o investimento é uma estratégia de inteligência, então ele visa concentrar a sua carteira em ações mais baratas que podem valorizar muito no futuro, e compra participações em grandes empresas também. Ele afirma que não possui aplicações em renda fixa, porque acredita não ser um bom investimento.

2- Investidor: Lírio Parisotto

Nascido em 18 de dezembro de 1953, com 66 anos Lírio já possui um patrimônio aproximado de R$ 1,6 bilhões, de acordo com a pesquisa da Forbes em 2018, se tornou um dos homens mais ricos do Brasil. Ele foi uma outra pessoa que começou lá de baixo e não se conteve só com o sucesso dos negócios, assim migrando para a área de investimentos.

Lírio Parisotto: uma vida polêmica e de resultados financeiros. (Foto: reprodução)
Lírio Parisotto: uma vida polêmica e de resultados financeiros. (Foto: reprodução)

Aos 13 anos, ele deixou de viver no campo com a sua família, para migrar na área de seminários. Depois de um tempo, decidiu ingressar na área de medicina, mas acabou que não seguiu a mesma por muito tempo. Logo após isso, montou a sua própria loja, a Videolar, onde vendia fitas cassetes e DVDs, porém ele queria muito mais do que isso.

Quando Lírio migrou para a área de investimentos, sofreu duas intercorrências no mercado e acabou perdendo dinheiro, mas isso serviu apenas para aprendizado, pois um tempo depois ele se reergueu. Hoje, ele tem uma carteira bem diversificada com o estilo buy and hold (compra as ações e as segura por um período), assim como Barsi, visa aplicações de longo prazo e ter participações em grandes empresas.

3- Investidor: Victor Adler

Nascido no Rio de Janeiro no ano de 1946, Adler é considerado um dos maiores acionistas da Eternit, dividindo esse patamar com Barsi e Lírio. No ano de 2019, seu fundo teve um alcance de aproximadamente 5,3% em relação acionária na empresa de operadora Oi.

Considerado um dos maiores investidores, Adler prefere diversificar mais ainda a sua carteira, e sempre manter participações ativas em empresas que pagam bons dividendos.

Ele visa as aplicações em mercado de ações, ou seja, renda fixa pra ele não faz muita diferença e mercado imobiliário não é o seu estilo de investidor, pois ele alega que essa aplicação tem baixa liquidez dos imóveis.

4- Investidor: Luiz Alves Paes de Barros

Luiz nasceu em 1948 e veio de uma família de usineiros de açúcar, onde acabaram por perder toda a fortuna que possuíam na época. Com muita ambição, Luiz é considerado um investidor de modo arrojado, ou seja, aquelas ações que correm riscos. Com 16 anos teve sua primeira aplicação no mercado financeiro, pela compra nas ações do Comind (bancos de lavradores em São Paulo). Após isso, decidiu ingressar na área de economia pela faculdade USP, foi ai que começou com a sua carreira profissional, se tornando sócio de um dos maiores gestores do Brasil, Luís Stuhlberger.

Em parceria com Henrique Bredda e Ney Miyamoto, foi fundada a Alaska Black em 2015, um fundo de investimentos. Seu grande acerto foi diretamente com a aplicação na empresa Magazine Luiza, que na época era negociação de alto risco mas que fez o valor se multiplicar até 5x no ano de 2017.

Outra diversificação que ele tem na carteira é o Poland, que aplicou juntamente com a sua esposa e filho. Hoje ele conta com um patrimônio de aproximadamente R$ 2 bilhões.

5- Investidor: Guilherme Affonso Ferreira

Interligado com a Caterpillar empresa que produz máquinas, veículos e motores pesados, ele era filho de um colaborador da companhia. Por estar correlacionado com a área, decidiu ingressar na faculdade de engenharia de produção na USP.

Quando decidiu entrar no mercado financeiro, procurou diversificar os negócios daquilo que era o principal, ou seja, buscou outras alternativas. Uma aplicação que deu muito certo pra ele foi a compra dos papéis da Unibanco, mesmo com a crise bancária que acontecia na época, em meados de 1980.

Seguindo as suas estratégias, aplicava em bancos intermediários com o intuito de ver aquelas empresas crescerem, e não é que foi isso que aconteceu? Ele chegou uma crescente das ações em até 70% no ano, baseado em dólar.

Ele visa elaborar uma lista de desejos, com as expectativas de aumento de valorização das companhias, pois você compra pelo preço mais baixo até elas irem subindo.

Conclusões

Observando a estratégia de investimento de cada um deles, podemos entender que as aplicações são feitas de maneira simples, sempre pensando na valorização de uma boa empresa e como ela pode estar daqui uns anos.

Portanto eles visavam comprar ações de baixo preço mas que pudessem valorizar muito o seu valor, além das participações dessas grandes companhias. Quase todos investiam nesse âmbito, e procuravam investimentos de um longo período.

Se você quer começar a investir, siga as dicas de pessoas e analistas experientes com isso, que sabem como as oscilações vão acontecer. É de maneira simples, com muito conhecimento e aprendizado que você consegue aplicar.