Categorias
Bolsa de Valores

Quanto você precisa para começar a operar na Bolsa de Valores?

É necessário que conheça as modalidades de investimento da Bolsa e qual delas mais agrada a sua personalidade para começar a investir

Você tem ideia do quanto de dinheiro precisa para começar a investir na Bolsa de Valores? Não? Então iremos comentar sobre o início e de como você deve fazer para operar. Todo investimento precisa de uma rotina e de objetivos claros, então mentalize e trace um plano de início para que você não se perca no meio do caminho.

É preciso que você conheça um pouco sobre as modalidades de investimento da Bolsa e qual delas mais agrada a sua personalidade para começar a investir. O que é isso?

Existem diversos perfis de investidor, aqueles que fazem a negociação de forma mais rápida, investindo nesse tipo de ação no mesmo dia em horas ou até mesmo minutos; aqueles que já levam algumas semanas para completar a negociação; aqueles que fazem uma análise técnica de gráficos mais aprofundados e outros mais superficiais.

Você deve descobrir se a Bolsa realmente é para você, se estará disposto a seguir um caminho e não se desviar do mesmo. É importante que também esteja disposto a conhecimentos e entender analisar uma negociação e gráficos que a compõe.

Se você já sabe de tudo isso, agora é hora de escolher a forma de investimento e conhecer o quanto de dinheiro é importante ter para tal processo.

Começando a investir como daytrader

O daytrader é composto por investidores que compra e vende ações no mesmo dia, ou seja, é uma troca de negociações mais rápidas, sem muitas análises técnicas detalhadas. Para um daytrade, é importante estar sempre ligado nas movimentações do mercado financeiro, isso sendo desde a abertura até o fechamento do dia, então o seu foco são nas ações mais simples mas que estão em constante oscilações.

Para um daytrade, é importante estar sempre ligado nas movimentações do mercado financeiro (Foto: reprodução)
Para um daytrade, é importante estar sempre ligado nas movimentações do mercado financeiro (Foto: reprodução)

Existe uma coisa na Bolsa que se chama corretagem, que nada mais é que uma “taxa de serviço”, ou seja, ela implica com uma porcentagem em cima de compras e vendas de suas ações. O dinheiro inicial para investir nessa modalidade depende do valor que será essa taxa, as vezes se você tiver um valor menor para investir, possa não valer muito a pena.

Na bolsa, você comprar ou vender ações com uma taxa igual ou superior a 1% é muito difícil, pois isso demanda sobre o que se trata a negociação, qual oscilação ela vai sofrer entre outros fatores importantes. Suponhamos que você tenha apenas R$ 3 mil reais, e que por algum milagre consiga fazer 1%, você pegará do valor das ações R$ 30 reais. Juntando com a taxa de corretagem, você quase não ficará com o dinheiro ou até mesmo pode ficar negativo. Portanto o ideal para começar nessa modalidade é aproximadamente R$ 30 mil, pois se você conseguir fazer 1%, você paga a taxa da corretagem e ainda sai com o dinheiro.

Isso significa que não posso começar com menos? Até pode, mas os riscos de perda são maiores que os de ganho, é legal começar com um valor maior para que você tenha uma certa estabilidade em seus negócios porque provavelmente você não ganhará dinheiro com um valor menor.

Buy and Hold, para começar, vale a pena?

Como o próprio nome diz, “buy and hold” é você comprar a ação e segurá-la para vender. Nessa modalidade o investidor as vezes pretende segurar a ação para notar se há alguma oscilação importante em suas taxas para talvez vendê-la com um preço maior de mercado.

Depende muito se vale a pena investir nessa modalidade (Foto: reprodução)
Depende muito se vale a pena investir nessa modalidade (Foto: reprodução)

Nem sempre vale a pena investir nessa modalidade, mas em geral, talvez não seja a melhor ou a mais indicada para determinados perfis, entenda!

Suponhamos que você entre nessa com R$ 3 mil e comprou uma ação hoje e vai vende-la só daqui a 10 meses, isso pode resultar em ganhou ou em perda para você, por que?

Existe uma taxa que algumas corretoras cobram chamada de “taxa de custódia”, ela é cobrada quando você segura uma ação de um dia para o outro, como se estivessem guardando aquela ação para você e sua cobrança é mensal. Na maioria das vezes, essa taxa também tem um valor significativo e quando você decidir vender a sua ação, terá que pagá-la também, podendo resultar em valores menores.

Estamos falando nesse caso apenas de lucro, sem contar que você possa ter um prejuízo nesse meio tempo ou ganhos menores do que você esperava. Portanto, é aconselhável que você entre no buy and hold com um pouco mais de dinheiro, como de R$ 15 a R$ 20 mil, mas sempre esteja atento as possibilidades e as taxas que serão cobradas em porcentagem por cima do seu lucro.

Opções de derivativos

Os derivativos são outro tipo de investimento onde, existem opções de mercado futuro com a possibilidade de trabalhar alavancado (apostando um dinheiro de valor maior do que você ainda não tem). Esses derivativos normalmente tem a maior parte do seu valor de um ativo subjacente ou alguma taxa de referência, podendo ser por produto ou apenas por financeiro.

Porém nessa modalidade é muito difícil você ter um ganho constante, então independente da quantia que você escolhe para usar, você pode ganhar muito em um dia ou perder todo o seu dinheiro no outro, e essa perda acontece quase sempre. Portanto para quem está começando e ainda não conhece a fundo o mercado financeiro e suas oscilações, esse perfil não tem muita referência de ganhos, então tome cuidado com a escolha da sua aplicação.

Perfil que não tem muita referência de ganhos, é preciso cuidado para escolher sua aplicação (Foto: reprodução)
Perfil que não tem muita referência de ganhos, é preciso cuidado para escolher sua aplicação (Foto: reprodução)

Escolha o tipo de investimento mais adequado com o seu dinheiro

Já citamos algumas modalidades acima e as quantias que valem a pena aplicar para começar o seu investimento, porém, não adianta tentar um valor menor em opções de investimento com grande riscos de perda. É importante você saber o lugar que está entrando e o quão disposto você está a correr risco de perder uma parte do dinheiro investido.

A dica de hoje é, se você está começando a investir, procure modalidades que aceitem pouco dinheiro mas que dê para fazer boa negociações. Antigamente investir em renda fixa era uma boa ideia para os novatos, mas como a taxa de Selic e inflação tiveram grandes modificações, o seu rendimento consequentemente também terá, e o pior de tudo, que agora o rendimento está baixo.

Encontre um perfil, junte o dinheiro e estude sobre as oscilações dos negócios, invista com cuidado e com sabedoria.