Categorias
Notícias

Poupança x Outras modalidades de renda fixa

Como aplicar bem o seu dinheiro considerando a modalidade de poupança e outras fontes de renda fixa, identifique o que pode ser mais adequado para o seu perfil.

Aqui iremos citar um pouco sobre a poupança e se vale ou não a pena colocar uma parte do seu dinheiro lá. É muito importante você conhecer sobre ela e todas as modalidades de renda fixa, e ver por si próprio onde vale a pena deixar o seu dinheiro render.

Os investimentos de modo conservador, são umas alternativas muito boas e claras para quem quer apenas deixar uma quantia lá rendendo de curto, médio e longo prazo. Existem inúmeras simulações que você consegue fazer antes mesmo.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o assunto para distinguirmos se vale ou não a pena deixar o dinheiro na poupança, e quais são as modalidades de renda fixa que pode te ajudar nesse perfil mais conservador de pequeno investidor.

Entendendo sobre renda fixa.

A renda fixa é uma modalidade de investimento cujo o objetivo é mais conservador, ou seja, algumas categorias presentes na mesma se baseiam em taxas de juros com referência na CDI e Selic (existem outras mas essas são as mais básicas).

No português claro, é como se você emprestasse dinheiro para o governo ou alguma outra instituição e recebe uma remuneração por isso, que é baseada nas taxas de referências que falamos acima.

Essas taxas correspondem a percentuais, algumas modalidades tem descontado o imposto de renda e outras não. Além disso, dependendo do que você escolher, pode ficar sabendo na hora o valor que vai receber quando o período determinado por você terminar.

O que é a poupança?

A poupança é considerada um investimento da renda fixa, porém, também tem uma reputação muito ruim em questão de rentabilidade, ou seja, você não ganha quase nada. Ela também é baseada em uma taxa de capitalização que é adicionada mensalmente.

Uma coisa boa que poupança tem é que é isenta de taxas adicionais, ou seja, ela não tem custo, além disso, fornece segurança para quem aplica, caso seu banco quebre, você é respaldado pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito.

Rentabilidade da poupança

Ela era baseada na taxa Selic e TR (Taxa referencial), então antigamente existia uma rega que era a seguinte: Se a Selic estiver maior que 8,5% ao ano, a poupança iria render 0,5% mensal + variação do TR;
Se ela estiver menor ou igual a 8,5% ao ano, o rendimento dela será igual a 70% da Selic + variações da TR.

Só de bater o olho nessa informação, você acha que a poupança vai te trazer uma boa rentabilidade? Hoje a certeza de que isso não funciona, porque como ela é movida pela taxa Selic, atualmente a mesma se encontra a 2% ao ano.

Portanto sua rentabilidade seria correspondida a 70% de 2%, isso não daria quase nada de diferença. Agora existem outra modalidades de renda fixa que se situam em outras taxas, trazendo mais garantia e rentabilidade maior.

E agora? Onde deixar meu dinheiro?

A poupança pode ser utilizada quando um pai ou uma mãe quer abrir uma “conta” para o filho pequeno, até mesmo para ajudar a educa-lo sobre dinheiro, no meu ponto de vista, essa é a única funcionalidade. Além disso, com a mesma situação você pode aplicar em outros investimentos de renda fixa.

Na renda fixa existem os tesouros (Selic, IPCA, entre outros), CDBs, LCA, LCI, RCA e RCI, debêntures, entre muitos outros tipos que você pode estudar e planejar de acordo com os seus objetivos, sendo de curto, médio ou longo prazo.

Aqui citamos alguns que são mais comuns, o que você pode fazer é uma simulação para encontrar o investimento perfeito para você. Se você pesquisar na internet, irá se deparar com diversas ferramentas para simular uma aplicação sem precisar negociar de verdade. Assim você consegue comparar com outras categorias e selecionar a que te agrada.

Conclusões

Concluindo o raciocínio, a poupança não é um bom investimento, ela não vai te trazer boa rentabilidade. Uma das categorias que “rende menos” da renda fixa acaba dando um valor maior do que a própria poupança. Portanto se você pesquisar direitinho, fazer as simulações e comparar qual se enquadra melhor com os seus objetivos, conseguirá planejar melhor os seus enfoques.

Informações da Infomoney