Categorias
Bolsa de Valores

Isento do Imposto de Renda na Bolsa de Valores, é possível?

É possível isenção desde que os ganhos sejam bem pequenos, se for o seu perfil é uma boa saída, caso queira um investimento maior o ganho será maior e o imposto também.

Com base em algumas leis, é possível sim que você seja isento do imposto de renda se você opera pequeno na Bolsa de Valores. Dentro das especificações é necessário que você conheça sobre as leis e veja em qual parte ela se aplica no seu imposto. Dentro da Bolsa de Valores também existem “taxas” de impostos que você deve pagar, ou seja, nem tudo são flores.

Primeiramente devemos observar que, a isenção só tem validade para investidores que venderam menos de R$ 20 mil no mês, ou seja, ela é mais válida para aqueles investidores pequenos, que mais compram ação do que vendem e para aqueles que não envolvem muito dinheiro na sua negociação, então essa é a rega número 1.

O que é importante sabermos é que, se você opera na bolsa e lucra com bastante dinheiro, no mês seguinte você deverá pagar uma DARF que basicamente é um documento de arrecadação de receitas federais, essa taxa tem que ser equivalente a 15% dos seus ganhos para operações mais comuns. Se as operações forem de daytrade, a taxa de imposto é equivalente a 20% em cima das mesmas.

Nosso dinheiro é sagrado e pagar impostos não é um investimento, mas ainda sim obrigatório. Descubra como fazer desse pagamento algo indolor (Foto: reprodução)
Nosso dinheiro é sagrado e pagar impostos não é um investimento, mas ainda sim obrigatório. Descubra como fazer desse pagamento algo indolor (Foto: reprodução)

Dicas

A lei enquadra todas as suas vendas no mês, isso não significa que se você vendeu, 5, 6 ou 10 mil você está isento do imposto de renda. É feita uma somatória de todas as vendas, então supondo que você vendeu uma ação de R$ 5 mil, logo após vendeu uma de R$ 11 mil e no mesmo mês vendeu uma de R$ 6 mil e R$ 7 mil, totalizando dá em torno de R$ 29 mil, ou seja, você não estará isento do imposto de renda, e terá que pagar a taxa equivalente ao processo de sua ação, se for daytrade ou operações comuns.

O que acontece muito é que, normalmente algumas pessoas que ganham uma herança, querem vende-las como ação na Bolsa tudo de uma vez, muito cuidado. Vamos aos exemplos: Se você quis vender a ação por R$ 70 mil, você terá que pagar 15% em cima desses 70 mil, totalizando em R$ 10.500,00, ou seja, essa grande quantia é só de taxa. Portanto para que você consiga fugir desse importo de renda, é viável que você venda as ações aos poucos no mês, então em um mês você vende R$ 15 mil, no outro mais R$ 15 mil e assim por diante.

Caso você pague o imposto de renda por engano, tem a possibilidade de você rever a situação e conseguir restituir o valor caso você não deva as taxas de imposto. Esse método funciona para investidores pequenos e que fazem muito buy and hold que é quando você compra uma ação e a segura, não sai vendendo tudo de uma vez e normalmente isso é o mais indicado caso você ganhe uma alta quantia de dinheiro e queira vender a mesma.
Monte uma planilha com suas movimentações

A taxa do imposto de renda varia entre dois modos de investimento, como dito anteriormente, o day trade e operações comuns. Monte uma planilha e organize cada movimentação de compra e venda de uma ação, o dia, o tipo de negociação e o perfil de investimento, ou seja, se você fez um day trade, um buy and hold, entre outros. Desta forma você terá um controle maior sobre as movimentações do dinheiro e conseguirá saber facilmente se deverá ou não pagar as taxas de imposto.
Compare as vendas dos dois tipos (daytrade e operação comum) e faça uma soma para ver se no total essas vendas passaram de R$ 20 mil. Uma outra coisa importante para ressaltar é que, se você foi isento de pagar o imposto de renda, não significa que não tenha que declarar para a receita os lucros que você obteve na bolsa, isso são duas coisas diferentes.

É possível ter um bom resultado de investimentos trabalhando somente com a Bolsa de Valores, respeite as regras e bom trabalho! (Foto: reprodução)
É possível ter um bom resultado de investimentos trabalhando somente com a Bolsa de Valores, respeite as regras e bom trabalho! (Foto: reprodução)

Tive prejuízo, e agora?

Vamos supor que você teve um prejuízo de alguns meses, e após isso, conseguiu lucrar com algumas ações. Você não precisará pagar a taxa pelo prejuízo, mas será calculado um valor de taxa diferente se o seu lucro abater todo o prejuízo que você teve nos meses anteriores. É valido salientar que os lucros só abatem o prejuízo do mesmo tipo de investimento, exemplos: Um prejuízo no modo daytrade, o lucro só irá abater se for do mesmo modo.
Como calculo meu imposto de renda na Bolsa de Valores?

Você poderá calcular em apenas três etapas, sendo a primeira: Calcular o ganho de capital, o que isso significa? Você deverá calcular quanto que cada ação te custou para você obtê-la, ou seja, nada mais e nada menos que o valor da ação, se você a tem, você pagou um determinado valor pela mesma. Normalmente essa conta é feita por uma plataforma de custo médio, sendo que é calculado o valor da ação através do seu CPF, pois pode ser que você tenha contas em mais de uma corretora, então ele totaliza e faz a somatória de todas as ações.

Você deverá fazer da mesma forma com as suas vendas, ou seja, você deverá calcular a média de todas as suas vendas das negociações e realizar a somatória das duas médias para saber o seu ganho de capital no mês, sendo válido para ações que duraram pelo menos um dia.

Sempre calcule os seus prejuízos, caso você ainda fique negativo com um lucro que ganhou em um mês subsequente, você não precisará pagar o imposto, mas sempre esteja atento quanto ao valor do abatimento de seus prejuízos, claro, se você teve prejuízo em um mês, não precisará pagar o imposto de renda.

O terceiro item é, caso as suas vendas tenham passado de R$ 20 mil, você deverá calcular 15% para operações comuns em associação as suas vendas, ou 20% no caso de daytrades em cima de suas vendas.