Categorias
Bolsa de Valores

Corretora de Valores: pra que serve?

O que uma corretora de valores faz, qual a sua funcionalidade?

Uma corretora de valores é extremamente importante, pois ela é a ponte que você tem para o mundo dos investimentos, ela basicamente é a responsável por você e por trazer as melhores aplicações de acordo com o seu perfil de investidor.

Existem muitas corretoras de valores, e é preciso levar alguns pontos em consideração na hora de escolher uma para você começar a investir. É sempre importante ver se ela realmente está no site da CVM, se é regulamentada para a sua segurança.

Vamos entender um pouco sobre ela e conferir algumas dicas de como escolher uma boa corretora para você investir, pois sem elas, você não consegue realizar as operações.

Para que serve uma corretora de valores?

Basicamente ela é sua responsável na bolsa de valores, então é preciso que você crie uma conta de forma gratuita, escolha o seu perfil de investidor e comece a aplicar. Então todas as movimentações que você realizar, quem irá permitir ou não é a sua corretora.

Um exemplo, se você quiser trabalhar com alavancagem que é operar com um dinheiro a mais ou seja, que você não tem, a corretora que decide se vai te permitir fazer isso ou não, e caso você compre as ações, mas ela caia e você fique negativo, quem responde é a corretora, porém você terá que pagar o dinheiro que ficou devendo a ela também.

Então ela é a sua responsável, e serve para intermediar você com o mundo dos investimentos.

Quais são as taxas que ela cobra?

Normalmente para abertura de conta não é cobrado nada. As taxas variam de corretora para corretora, mas normalmente o que tem em todas são:

  • Taxa de corretagem: Ou seja, é um valor cobrado pelas suas operações realizadas em qualquer tipo de aplicação.
  • Taxa de custódia: É o valor cobrado pelo tempo que o seu dinheiro fica lá (como se fosse uma “hospedagem” do seu dinheiro).

Algumas outras taxas são mais específicas como de mini contratos, sistemas, registro, opções e perfil de investidor entre outras diversas. É bom sempre procurar com um custo mais baixo dependendo de qual operação você vai fazer.

Corretora ou Banco?

Se você já entrou no seu aplicativo do banco, deve ter percebido alguma área ali escrita “investimentos”. Você pode aplicar pelo seu bancão? Sim. Porém as suas opções serão bem limitadas e as taxas que eles irão te cobrar será bem maior do que a corretora.

Imagine que o seu banco é uma loja da marca X, dentro dela você só encontrará os produtos dessa mesma linha. Agora, a corretora é um shopping, onde você encontrará diversos estabelecimentos e produtos diversificados, então seu leque de aplicações será maior.

Além disso, você encontra melhores oportunidades de investimento na corretora.

Como escolher uma corretora?

Sempre verifique se ela é regulamentada e está disposta pelo site da CVM, depois comece a pesquisar sobre as taxas cobradas, se você quiser algo de longo prazo é interessante procurar por uma com a custódia menor, pois será cobrado pelo seu dinheiro ficar guardado lá.

Pesquise sobre todas as taxas e procure por indicações da mesma. Veja se ela se adequa com os seus objetivos de investimento e se tem um boa reputação no mercado.
Outra coisa importante, procure por corretoras que te disponibilizam operar pelo celular, ou seja, só entrar no aplicativo e começar as suas negociações.