lllll
Categorias
Notícias

Brasil terá nota de 200 reais

Lobo-guará foi escolhido para ilustrar a cédula, memeiros pedem doguinho caramelo

Os brasileiros vão ganhar uma nova opção de cédula em breve, com valor de 200 reais, novidade foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional e terá estampado um lobo-guará.

Lobo-guará foi escolhido para ilustrar a cédula

“O design da cédula será apresentado em breve, no lançamento oficial. Com a nova denominação, além de reduzir custos com a logística de distribuição do dinheiro, o BC garante o adequado abastecimento de cédulas na economia nacional”, publicou o Banco Central no Twitter.

Novidade foi revelada pelo Banco Central no Twitter
Novidade foi revelada pelo Banco Central no Twitter

Segundo o BC, em 2001 foi realizada pesquisa para escolha de espécimes da fauna para novas denominações inseridas no padrão Real. Os dois animais mais votados – tartaruga marinha e mico-leão-dourado – foram utilizados, respectivamente, nas cédulas de R$ 2,00 (dois reais) e de R$ 20,00 (vinte reais) e o terceiro – lobo-guará – será estampado na nova cédula.

A diretora de administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, disse que o lançamento da nova nota é uma forma de a instituição agir preventivamente para a possibilidade de aumento da demanda da população por papel moeda.

“Estamos vivendo neste momento um período de entesouramento, efeito derivado da pandemia. O Banco Central nesse momento não consegue precisar por quanto tempo os efeitos do entesouramento devem perdurar”, disse a diretora.

Já virou meme

Como tudo no Brasil, o assunto já virou piada e vários usuários descordam da escolha do lobo-guará, preferem algo mais doméstico como o famoso doguinho caramelo.

Aumento de demanda por dinheiro vivo

As medidas de combate à pandemia de Covid-19 levaram a um aumento do uso de dinheiro em espécie, no Brasil e em diversos países do mundo. Em março, a quantidade de dinheiro vivo com a população era de aproximadamente R$ 216 bilhões. A partir desse momento, esse montante começou a subir rapidamente e hoje está em R$ 277 bilhões.

Entre os motivos para a maior demanda por cédulas e moedas está no entesouramento, ou seja, o dinheiro guardado em casa. Com a redução da atividade econômica, mesmo os valores pagos em espécie aos beneficiários dos auxílios governamentais não retornaram com a velocidade esperada, porque há uma diminuição do volume de compras no comércio em geral. Além disso, em momentos de crise, pode haver saques para formação de reservas.

*Com informações da Agência Brasil, Banco Central e G1.