Categorias
Bolsa de Valores

Bolsa de Valores: aprenda como começar a operar de casa

Identifique-se ou não com a BV, o importante é que você saiba se serve para o seu perfil profissional, siga alguns passos e rotinas para entender como funciona o processo de investimento, fique conectado com o mercado financeiro e por dentro de todas as novidades

Você já pensou em investir na Bolsa de Valores? Não? Talvez seja uma boa pra você. É importante saber se realmente a bolsa é pra você ou não, para isso, é preciso seguir alguns passos e rotinas para entender como funciona o processo de investimento e ainda mais, estar conectado com o mercado financeiro, por dentro de todas as novidades.

O conhecimento em investimento é essencial para a escolha de plataformas e planos que se enquadrem para o seu objetivo, pois investir não é tão fácil como parece, é preciso estar atento a inúmeras mudanças que ocorrem todo o tempo e seguir um certo caminho para que os benefícios aconteçam. Os investimentos podem ser de curto, longo e médio prazo, ou seja, varia de acordo com as suas necessidades, se você quer investir um valor x para resgatá-lo dentro de 10 ou mais anos, talvez o investimento de longo prazo servirá para você, porém é um outro tipo de rotina que você deverá adotar.

Investir nem sempre é fácil, mas hoje temos grandes ferramentas e plataformas que nos guiam e nos dão passo-a-passo de como fazer isso. Dependendo da sua disposição, você consegue investir e futuramente talvez viver apenas de seus investimentos, mas para isso é necessário muito cuidado e conhecimento, pois nem todas as ações e instituições de dados financeiros podem ser seguros, por isso, muita atenção e pesquisa nessas bases.

O que é a Bolsa de Valores?

Normalmente muitas pessoas que possuem empresas as vezes se perdem em relação a expandir o seu negócio. Basicamente para isso acontecer, ou você precisa ser milionário, onde você simplesmente irá pegar o dinheiro que tem e investir diretamente em seu negócio; ter sócios ou parceria, mas para isso, estamos falando sobre divisões, se você é um empreendedor que quer ter o controle da expansão de seus negócios e repartir os lucros apenas com você, talvez essa opção não seja uma boa ideia; uma outra forma que muitas pessoas tentam optar é empréstimos bancários, porém pode não ser uma boa opção para a expansão do seu negócio, pois os juros podem não ser tão altos e se você não tiver um controle financeiro adequado, pode acabar se prejudicando.

As ações sempre variam de valor, e essa mudança não ocorre apenas por notícias simples ou algo do tipo
As ações sempre variam de valor, e essa mudança não ocorre apenas por notícias simples ou algo do tipo

Uma outra forma é o investimento na Bolsa de Valores que, inicialmente, você precisará abrir mão de uma parte financeira e aplica-las com analistas e investidores que consigam fazer esse capital girar, isso se chama abertura de capital – IPO Initial Public Offering, que significa que o capital da sua empresa foi público, é como se ela passasse a existir dentro da Bolsa de Valores.

Dentro desse âmbito você tem duas opções: Oferta pública primária e secundária. Na oferta pública primária, você coloca o dinheiro ou um pouco de suas ações, recebe o dinheiro e ele vai diretamente para a expansão do seu negócio, ou seja, o dinheiro vai diretamente para a sua empresa. A oferta secundária é voltada para pessoas que querem sair do âmbito empresarial, ou seja, para quem quer vender as ações. Neste caso, o dinheiro volta para o vendedor das ações. A bolsa de valões funciona como um mercado secundário, você compra ações, vende, investe, pega um valor maior conforme as oscilações das ações.

E como funcionam as oscilações das ações?

As ações sempre variam de valor, e essa mudança não ocorre apenas por notícias simples ou algo do tipo, pois ela funciona na base da negociação. Essa variação altera de valor de acordo com a compra de uma ação, ou seja, deve existir uma negociação entre duas pessoas, e nessa hora são escolhidos as porcentagens de variação como: 10%, 20% e assim por diante. Essa porcentagem varia de acordo com o tipo de ação e os objetivos da negociação dos acionistas.

Não adianta colocar um preço a uma ação que não vale tudo aquilo, o capital tem que girar, um tem que ofertar de acordo com a demanda de valores, ou seja, quanto maior a demanda, maior será a disposição da compra dessa ação pelas pessoas
Não adianta colocar um preço a uma ação que não vale tudo aquilo, o capital tem que girar, um tem que ofertar de acordo com a demanda de valores, ou seja, quanto maior a demanda, maior será a disposição da compra dessa ação pelas pessoas

Podemos considerar que a ação também pode oscilar de acordo com uma expectativa futura, ou seja, partimos do princípio de oferta X demanda. Não adianta colocar um preço a uma ação que não vale tudo aquilo, o capital tem que girar, um tem que ofertar de acordo com a demanda de valores, ou seja, quanto maior a demanda, maior será a disposição da compra dessa ação pelas pessoas.
Para ficar um pouco mais claro essa questão de oferta X demanda, vamos pensar em um produto da Apple, o iPhone por exemplo: A Apple lança um modelo de iPhone e aparece milhões de pessoas para comprar aquele produto, devido a essa demanda de pessoas ser alta, a companhia consegue facilmente subir o valor, pois tem muitas pessoas querendo o mesmo produto, consequentemente a companhia ganhará em cima disso, ao invés de vender um produto que “ninguém quer”. Então se você tem uma demanda alta, o valor consequentemente também será alto, da mesma forma que funciona na Bolsa.

Vamos colocar um outro exemplo em prática: Podemos imaginar que você comprou uma ação por 1 real e a vendeu no final do dia por 1,05. De início você pode pensar que os 5 centavos foi pouco e que não daria para nada, porém você não irá comprar apenas uma ação, mas 50 ou 100 mil ações e se baseando nos 5%, no final do dia você comprou 100 mil ações e devido a essa venda com 5% você saiu com 5 mil reais no dia, então é assim que a Bolsa basicamente funciona, na compra e venda de ações.

Rotina

Agora que você entendeu como funciona a Bolsa de Valores é preciso se familiarizar com a mesma, ou seja, você precisa criar uma rotina para entender se realmente aquilo é para você e se for, como ganhar muito dinheiro apenas com isso futuramente. Para o começo de tudo, o mercado financeiro e as ações (como dito anteriormente), sofrem mudanças constantemente, e você precisa estar atento a essas mudanças e sempre atualizado as mesmas.

Você deverá sempre estar atento e consultar pelo menos 5 sites sobre a Bolsa de Valores, para saber o que está em oferta e demanda e quais ações valeriam a pena você comprar com relação as suas necessidades. Se você está por uma corretora ou não, é interessante você se informar com o morning call e saber o que está acontecendo no mundo, por quê uma ação subiu ou caiu, o que aconteceu para certos dados dispararem ou não, então terá que ficar sempre atento a isso. Com isso, você conseguirá de habituar e comparar o que acontece na Bolsa e o impacto causado por algumas mudanças de corretora e afins.

O que é a Bolsa de Valores
O que é a Bolsa de Valores

Outra coisa é acompanhar os mercados no mundo todo, ou seja, depois de observado pode relatar que no fim do dia a Bolsa as vezes está com uma maior liquidez do que no início do dia, e isso é algo que você deverá prestar atenção e comparar as notícias com o impacto na Bolsa. De uma forma mais informal, se você opera na Bolsa, já deve ter escutado o termo “Tubarão e Sardinha”, tubarão opera no fim do dia e sardinha (novatos) operam no início do dia, ou seja, a galera que está começando opera mais cedo que os outros, além de ouros fatores como a abertura de mercados, sendo que o mercado B3 (Ibovespa) abre as 10 da manhã; o BM&F as 9 e o mercado Americano abre lá para as 11 da manhã, ou seja é bom saber consultar os valores e observar a movimentação do início até o final do dia.

Quando o mercado americano abre, os volumes começam a entrar na Bolsa. Então é importante você acompanhar para ter um feedback e saber analisar se tais analistas estão falando coisas com sentido, se as corretoras estão se esclarecendo em relação ao impacto da notícia com a Bolsa, e isso vai fazendo com que você saiba analisar e ter a resposta de que investir realmente é para você. Além disso, você pode optar por carteiras de investimentos, colocando pouco dinheiro e aprendendo a operar por ela.

Como ficar rico trabalhando em casa
Como ficar rico trabalhando em casa

Outra dica é seguir e pesquisar sobre analistas importantes, de preferência que tenham mais experiências, pois eles conseguirão de dar um feedback e analisar se aquilo está de acordo com as suas expectativas, ou seja, eles não vendem milagres, mas analisam a situação e te mostram o melhor caminho a ser seguido de acordo com o movimento das ações. Além disso, é importante você ter o conhecimento (e esses analistas mais experientes passam isso), de que você pode chegar a perder dinheiro e que existem alguns riscos, porém se tudo for caminhado por um bom analista, esses riscos podem ser menores, ou seja, você pode ganhar 3 vezes mais e perder uma. Para isso, você pode analisar os gráficos, assistir aos morning calls, entrar em sites da Bolsa todos os dias e compactuar com a notícia e o efeito que a mesma causou nas ações.