Categorias
Investimentos

6 piores investimentos de 2020

O importante é que você fique sabendo de todas as notícias e como elas impactam nas ações para ter controle das ferramentas, saiba mais.

Você sabe diferenciar de quando um investimento é bom ou ruim, e o porquê aquilo está acontecendo? Não? Pois então você terá uma mínima ideia de como eles funcionam e por quê chegaram nesse patamar. Existem negociações ruins em todos os tipos de aplicação dentro do mercado financeiro, seja ele em renda fixa ou em renda variável.

Com a pandemia do coronavírus, muitos estabelecimentos entraram em crises, sendo até mesmo grandes empresas que precisaram do fluxo de pessoas para gerar um bom capital. No entanto, algumas outras se vangloriaram com vendas em ramos alimentícios e frigoríficos, como em empresas varejos de eletrônico. É importante que você investidora ou investidor fique atento a todas as notícias e o quão elas impactam em suas respectivas ações.

Uma ação pode tanto descer quanto subir (no caso da renda variável), agora cabe a você estudar o histórico da mesma e aplica-la em sua rotina, trazendo diversificações na área do investimento, para você não ficar preso a apenas um tipo de aplicação.

Agora vamos conhecer os 6 piores investimentos deste ano, não deixe seu dinheiro lá!

1- Fundos de ações passivos que cobram uma taxa de administração absurda (Renda variável)

Se encontrando em 3º lugar dos piores investimentos, normalmente essa modalidade é composta pelos ETFs que são fundos de ações que seguem um índice, portanto a taxa de administração deles é bem baixa e o gestor age mais passivamente em relação a esse índice, fazendo com que ocorra mais liberdade de lucros e perdas. Isso acontece sem fazer a taxa de administração vencer um índice, como o Ibovespa por exemplo.

Porém existem muitos fundos de renda passiva que cobram uma taxa de administração muito alta, não fazendo valer a pena todo o dinheiro que você aplica nessa modalidade. Isso não fará bem ao seu dinheiro, pois é importante pagar por uma taxa onde você tenha um retorno qualificado de todas as suas movimentações.

2- Ações em companhias aéreas (Renda variável)

Em 2º lugar temos as ações de companhias aéreas. Com a pandemia do coronavírus ela se tornou um dos piores investimentos de 2020, onde se você olhar a alguns anos atrás, jamais imaginaria que uma companhia aérea deixaria de dar lucro, certo? Pois então, isso aconteceu.

De acordo com o analista Leandro Martins, as companhias aéreas conseguem recuperar parte da perda porque são voláteis, mas que elas irão passar por um aperto em prazos maiores, ou seja, talvez essa recuperação não seja como o esperado, então se você estava pensando em investir nessa área, guarde seu dinheiro!

3- Ações mico (Renda variável)

Liderando o ranking de piores investimentos de 2020, apresentamos a vocês as ações micos, que são aqueles tipos que tem uma queda muito grande no preço, e mesmo assim as pessoas compram ela achando que a ascensão das mesmas voltará.

O que isso significa? Normalmente essas ações valem pouquíssimo, como 50, 60 ou 80 centavos, e é muito difícil elas subirem para um valor significativo, o que pode acontecer é o valor alterar de 50 para 55, mas mesmo assim a longo prazo isso não vai te trazer grandes vantagens e benefícios. Procure sempre aplicar em algo que te trará resultados bons.

4- Tesouro Selic (Renda fixa)

Ele não está na categoria do pior do mundo, pois se encontra no 3º lugar, mas ele deixou a desejar muito depois que a taxa do Selic caiu para 3%. O que acontece é que essa taxa foi caindo ao longo do tempo e nos dias de hoje, aplicar seu dinheiro em tesouro Selic, irá render muito menos do que a própria inflação.

É bom ficar sempre atento a essas taxas e ver quais as porcentagens rendem em cima das mesmas, pois se você realmente quer ganhar dinheiro, por mais seguro que seja, você não vai conseguir ter muito lucro aplicando nessa modalidade.

Vamos aos exemplo: Se você colocou R$ 100 reais no tesouro Selic no dia 9/01/2020, a porcentagem bruta é equivalente a 1,30% porém o líquido é de 1,1%. Fora que o imposto de renda já é descontado da sua rentabilidade sem que você precise fazer nada. Voltando ao exemplo, se você observar, no dia 15/05/2020 teria ganho R$ 101,01, ou seja, isso te rendeu R$ 1,01, pouquíssimo né? Espere até ver a poupança.

Agora iremos mostrar outra situação: Caso você tenha colocado R$ 100 no dia 15/05/2019 (um ano atrás aproximadamente), você teria ganho 5,08% bruto e 4,18% líquido, dando uma rentabilidade média de R$ 104,18. Esse valor já vem descontado o IR e a taxa da B3.

Cabe ao investidor estudar cada histórico para tomar decisões acertadas (Foto: reprodução)
Cabe ao investidor estudar cada histórico para tomar decisões acertadas (Foto: reprodução)

5- Poupança (Renda fixa)

Na poupança temos o 2º lugar de pior da renda fixa. Nela você não paga imposto de renda mas em compensação, ela rende 70% da taxa Selic, ou seja, muito menos do que você imaginava, compensando ter o IR descontado dos seus rendimentos. Se você achou o valor do tesouro Selic baixo, espere para ver quanto a poupança rende para fazer um comparativo.

Suponhamos que você tenha deixado R$ 100 reais na poupança do dia 09/01/2020 até 15/05/2020, ganhou R$ 0,97 centavos. Podemos tirar algumas conclusões em relação a comparações de uma poupança para um tesouro Selic, mesmo com desconto de IR e taxa da B3, ainda gerou mais rentabilidade do que a poupança.

Quem deixou R$ 100 reais na poupança do dia 15/05/2019 até 15/05/2020, nesse dia teria R$ 103,68. Podemos falar sobre uma rentabilidade de 13% do tesouro Selic comparado a poupança, ele pode não estar valendo a pena agora, mas a poupança, muito menos.

6- Fundos DI de Bancos (Renda fixa)

Liderando a categoria dos piores: Fundos DI. Esse investimento só é bom para os bancões, mas para você investidora ou investidor? Esquece. Normalmente eles pegam o seu dinheiro e jogam em uma modalidade parecida com o tesouro Selic, para render muito pouco como 0,88%, 0,92% com uma taxa inicial muito grande. O que mais rende, aproximadamente 1,07% precisa de uma aplicação inicial de R$ 500.000.

Além disso, eles cobram uma taxa de administração de 2% ao ano, sendo que a própria taxa Selic está 3%, ou seja, roubada total, não aplique o seu dinheiro ai se não quiser perde-lo.